Notícias



Valdir de Oliveira apresenta projeto para coibir maus-tratos a animais em Sumaré

Visualize fotos

 

Proposta sugere multa de até R$ 3 mil para quem praticar crueldade contra animais domésticos ou domesticados

 

Os maus-tratos aos animais estão na mira do vereador Valdir de Oliveira (DEM), que protocolou na secretaria da Câmara um Projeto de Lei com sanções e penalidades administrativas a quem praticar crueldade contra animais domésticos ou domesticados. O PL nº 79/2019 ainda passará pelas comissões da Casa antes de ser votado em plenário.

Pela proposta, o vereador sugere que sejam punidas ações capazes de provocar privação das necessidades básicas dos animais, sofrimento físico, medo, estresse, angústia, patologias ou morte, bem como outras práticas que possam ser consideradas e constatadas como maus-tratos pelas autoridades.

Entre as ações que a matéria pretende coibir estão a tortura e o abandono de animais em vias públicas ou em residências fechadas ou inabitadas. Também serão punidas as pessoas que provocarem agressões como espancamento, lapidação, uso de instrumentos cortantes, contundentes, substâncias químicas, fogo, substâncias escaldantes e tóxicas, além de privação de alimento.

O projeto ainda lista castigos como confinamento e coação à realização de funções inadequadas à espécie ou ao tamanho do animal e ainda abuso ou coação do trabalho de animais feridos, prenhes, cansados ou doentes. O texto engloba também as ações indiretas, aquelas cujos maus-tratos são provocados por meio de omissão, omissão de socorro, negligência, imperícia, má utilização e/ou utilização por pessoa não capacitada de instrumentos ou equipamentos.

“As estatísticas de animais abandonados e os índices de crueldade e maus-tratos revelam a prática de um autêntico biocídio”, justifica o autor da proposta. Valdir de Oliveira argumenta ainda que a “ocorrência de crueldade com os animais, outrora simples contravenção penal, tenha se transformado em crime ambiental, pouca coisa mudou em termos práticos”.

O parlamentar enfatiza que “o intuito do projeto é incentivar a população a denunciar casos de maus-tratos, fazendo com que todos se conscientizem de que o animal sofre, sente dor e deve ser tratado com respeito”.

Multas e penalidades

As multas para quem desrespeitar as normas propostas no PL variam de R$ 1 mil a R$ 3 mil, sem prejuízo de outras sanções de natureza administrativa, cível e penal. Ainda conforme o PL, em caso de reincidência, o valor da multa será duplicado e o processo será encaminhado ao Ministério Público para as providências criminais cabíveis.

Se o infrator for pessoa jurídica, o valor da multa será aplicado por cabeça de animal submetido a maus-tratos e crueldade. O estabelecimento também ficará sujeito a cassação do alvará e o processo igualmente será levado ao MP. O valor das multas, que será reajustado anualmente com base no Índice de Preços ao consumidor Amplo, o IPCA, será destinado ao Fundo Municipal de Meio Ambiente, e poderá também ser doado à ONGs de proteção e defesa animal do município.

O Projeto de Lei considera animais domésticos ou domesticados aqueles que pertencem à fauna urbana ou rural, como felinos, caninos, equinos, asininos (jumentos), muares (burros e mulas), pássaros e aves, entre outros considerados de estimação ou companhia. São protegidos pela lei ainda os animais que são usados para auxílio no exercício de trabalhos, desde que não sejam considerados migratórios, protegidos por legislação federal e estadual ou, ainda, de produção.

Conforme o PL, os proprietários deverão exercer a posse responsável de seus animais, cabendo ao Município a promoção de medidas de conscientização pública acerca da posse, bem como com o acolhimento de animais abandonados em vias e logradouros públicos do Município, sua destinação a instituições de abrigo ou doação a particulares, sem prejuízo da aplicação das penalidades previstas na lei.



Versão para Impressão

Fique por dentro

Outras Notícias

Ulisses Gomes solicita instalação de semáforos e vagas de estacionamento para deficientes em Sumaré

15 de julho de 2019

  Vereador se reuniu com secretário municipal de Mobilidade, que confirmou estudos para a instalação denovos semáforos e criação de vagas de estacionamento para deficientes   Após ofícios encami...

Leia Mais

Legislativo decreta luto oficial pela morte do ex-presidente da Câmara Alvino Albanezi

10 de julho de 2019

  Professor construiu importante trajetória na educação em Sumaré e foi eleito vereador entre os anos de 1973 e 1982; Corpo será velado no plenário da Casa a partir das 7h   O presidente da Câma...

Leia Mais

Vereadores realizam reunião de abertura da CPI das Fake News

01 de julho de 2019

  Membros da comissão votaram a expedição de ofícios a vereadores, secretarias, Prefeitura, delegacias e Ministério Público Estadual para comunicar o início das atividades   Os vereadores integ...

Leia Mais

Willian Souza notifica prefeito Luiz Dalben sobre abertura da CPI da Fake News

28 de junho de 2019

  Comissão Parlamentar de Inquérito aberta na Câmara de Sumaré tem objetivo de apurar notícias fraudulentas, ataques cibernéticos e ameaças ao Legislativo e ao Executivo   O presidente da Câmar...

Leia Mais

PL de Professor Edinho pretende instituir Programa Municipal de Higiene Bucal

27 de junho de 2019

  Proposta quer educar estudantes sobre a importância da saúde bucal e reduzir o índice de problemas dentários da população sumareense; vereador quer que programa seja estendido às escolas conveni...

Leia Mais

Ulisses Gomes parabeniza campeão de jiu-jitsu na Câmara de Sumaré

27 de junho de 2019

  Além entregar moção de congratulação ao lutador Fernando Rock, vereador saudou a 22ª Festa da Mandioca e o Assentamento I de Sumaré   O vereador Ulisses Gomes (PT) homenageou o atleta de jiu-...

Leia Mais

 

Copyright 2019 Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido por: Sino Informática.