Notícias



Três convidados colaboraram hoje com a Comissão da complementação de aposentadorias e pensão

Três convidados colaboraram hoje com a Comissão da complementação de aposentadorias e pensão
Visualize fotos

Em menos de 10 (dez) dias, Comissão de Assuntos Relevantes que discute sobre a complementação de aposentadoria e pensão de servidores em Sumaré realizou a terceira reunião na manhã desta quinta-feira, 26 de abril, e ouviu três convidados depois de ter ouvido na semana passada o secretário municipal de administração e recursos humanos, Silvio Coltro.

Na data de hoje foram ouvidos o ex advogado do sindicato dos servidores públicos de Sumaré e advogado de partes, Rizzo Coelho, João Lázaro Américo da Silva que foi diretor administrativo da prefeitura e, o advogado de Hortolândia, Luiz Fernando de Toledo, que é procurador jurídico na Câmara de Hortolândia e a sua presença é justificada pela razão de que a cidade passou por uma situação parecida como essa e o advogado pode colaborar nos trabalhos da comissão.

O presidente da Comissão, vereador Dirceu Dalben (PPS), esclareceu que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo vinha apontando alguns questionamentos no pagamento de complementação de servidores e depois de alguns apontamentos houve uma determinação para cessar o pagamento no início de 2017. “Diante disso, essa Câmara achou por bem criar essa comissão para auxiliar os servidores e a administração no sentido de encontrar a melhor maneira de resolver essa situação”, disse.

Rizzo diz que a determinação do Tribunal está afrontando o princípio da igualdade ao não dar a complementação. “Se for o caso, pode-se discutir a criação de uma lei que garanta esse direito de complementação. No meu entender não há como se admitir a violação do direito adquirido de contratos que foram firmados lá atrás, antes de qualquer determinação do Tribunal”, disse.

O advogado destaca também que respeita o parecer do Tribunal de Contas, mas defende que a lei deve ser cumprida porque não há nenhum registro de que a lei foi revogada ou declarada inconstitucional. “Portanto, ela deve ser cumprida e o pagamento deve ser realizado normalmente”, disse Rizzo.

João Lázaro disse que assumiu o cargo na prefeitura de Sumaré durante um ano e dois meses para colocar em ordem questões administrativas a convite da administração. “Eu sempre trabalhei em empresas privadas e foi pouco o tempo na prefeitura. Mas diante do acontecido quero deixar claro que estamos trabalhando no sentido de lutar na justiça também por esse direito conquistado há aproximadamente 40 anos”, comentou.

O advogado Toledo explicou a situação em Hortolândia e também falou sobre a situação da complementação em outro município, o de Valinhos. Ele explanou sobre a situação do benefício em questão não ser um pagamento previdenciário e que é custeada pelo erário. Fala ainda de uma situação que deveria ter sido normatizada em Sumaré e por não ter sido ainda é que permite essa situação atual.

A próxima reunião da Comissão será na sexta-feira, dia 04 de maio, às 10 horas da manhã.

PRIMEIRA OITIVA

Na manhã da quinta-feira, dia 19 de abril, foi ouvido o primeiro convidado a colaborar com os estudos da Câmara que buscam solucionar a questão do pagamento de complementação de aposentadoria e pensões envolvendo o funcionalismo público de Sumaré.

O secretário municipal de administração e Recursos humanos, Silvio Coltro, falou que, por determinação do Tribunal, desde 2017, a Prefeitura não tem autorizado o pagamento de novas complementações.

“Todos que já tinham o benefício, permaneceram com o direito. Não houve nenhum corte. O Tribunal pediu para não conceder mais porque entende que não deve ser paga essa complementação. E a determinação do TCE tem força de lei, temos que cumprir sob pena de prejuízo ao erário”, explicou Silvio Coltro.

Ele explicou ainda que ao assumir a secretaria em janeiro de 2017 encontrou vários pedidos para conceder complementação de aposentadoria e pensões, mas que o TCE determinou à prefeitura cessar a autorização porque em 2015 os pagamentos teriam ultrapassado o limite permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Sobre a participação do prefeito Luiz Dalben, o presidente da comissão questiona o secretário. “O senhor secretário recebeu alguma ordem do prefeito ou de alguém próximo a ele para que deixasse de pagar a complementação?”. E o secretário respondeu que não.

SUGESTÃO DO PRESIDENTE

Dirceu Dalben sugeriu à Comissão a proposta de solicitar uma audiência no Tribunal de Contas da subseção Campinas e, em seguida, solicitar ao relator do parecer técnico para receber a Comissão. Os vereadores membros aprovaram as sugestões que serão apresentadas por ofício na próxima reunião.

SOBRE A COMISSÃO

Como autor da proposta, o vereador Dirceu Dalben automaticamente tornou-se presidente da Comissão. Os outros membros foram indicados pelo presidente da Câmara de Sumaré, Joel Cardoso da Luz. Desta forma, o vereador João Maioral (PDT) foi indicado para relator e os vereadores Claudio Meskan (PSB), Sebastião Correa (PTB) e Valdir de Oliveira (DEM) como membros.



Versão para Impressão

Fique por dentro

Outras Notícias

Pessoas com mobilidade reduzida também poderão ser vacinadas em casa

14 de agosto de 2018

Está em tramitação na Câmara de Sumaré o projeto de lei nº 120/18 do vereador Dr. Sérgio Rosa (PDT) que propõe o atendimento em domicílio para vacinação de pessoas portadoras de doenças degenerativ...

Leia Mais

Vereadores vão discutir projeto sobre atuação da “Patrulha Maria da Penha”

13 de agosto de 2018

A Câmara de Sumaré realiza nesta terça-feira, dia 14 de julho, a 23ª sessão ordinária do ano com seis projetos na ordem do dia para discussão e votação, além de indicações, requerimentos e moções....

Leia Mais

Professoras prestam esclarecimentos à Comissão da Câmara sobre complementação

10 de agosto de 2018

Três servidoras públicas municipais da área da educação falaram nesta sexta-feira, 10 de agosto, aos vereadores membros da Comissão de Assuntos Relevantes que discute sobre a complementação de apos...

Leia Mais

Projeto de lei pela preservação do patrimônio público é aprovado

08 de agosto de 2018

Os vereadores de Sumaré aprovaram o projeto de lei nº 74/18 do vereador Dirceu Dalben (PPS) que institui no Calendário de Eventos Oficiais do município a “Semana Municipal de Conscientização e Ince...

Leia Mais

Vereadores jovens aprovam projeto do Passe Livre

06 de agosto de 2018

O Parlamento Jovem de Sumaré aprovou o projeto de lei nº 04/18 do vereador jovem Diogo Borges que dispõe sobre a criação do Passe Livre para estudantes. A 6ª sessão ordinária foi realizada neste sá...

Leia Mais

Dirceu Dalben propõe projeto de lei pela preservação do patrimônio público

06 de agosto de 2018

Nesta terça-feira, dia 07 de julho, a Câmara Municipal de Sumaré realiza a 22ª sessão ordinária do ano e a primeira após o recesso parlamentar de julho. Contudo, os trabalhos dos vereadores, a estr...

Leia Mais

 

Copyright 2018 Todos os Direitos Reservados | Desenvolvido por: Sino Informática.